domingo, 5 de abril de 2009

Corrente.

Pensem em cadeado, mas me recorre a algo que não pode ser mudado, me lembra á ferramenta fechada, então escolhi corrente, de ferro, bem forte; Para percorrer em todos os pensamentos não argumentados, e unir em uma questão, idéia ou conceito.

Regina.


Caneta

A caneta.
Óbvio e rápido assim, como quem olha em volta e diz a primeira coisa que vê, quando perguntada sobre que ferramenta usaria, respondi caneta.
Caneta que não registra, não anota, não marca. Caneta apenas um objeto inerte.
Caneta porque escreve, porque rabisca, porque é brinquedo e é ferramenta.
Caneta porque não é nada sem um punho, que não é nada sem uma mente que pense e que faça a tinta sair.
Caneta que me deixa sem fôlego com sua ausência quando um pensamento chega.
Caneta porque é um vício. Porque escrevo e depois desgosto, e mesmo assim insisto.


Amanda.

Um comentário:

Loucas disse...

massa demais, haverá futuro????